Comente.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

A organização dos elétrons - NEJA - Professor Carlúcio Bicudo



Seção 4 Unidade 14                  A organização dos elétrons.

Motivação: Montando o Diagrama de Pauling. (Colocando azeitonas nas empadas)
■ Descrição sucinta: A atividade tem como objetivo levar os alunos a construírem um diagrama de Pauling com forminhas de papel e neles colorarem algumas bolinhas de papel, representando a quantidade de elétrons de respectivos elementos químicos.
■Materiais: Forminhas de papel (pode ser de empadas ou de docinhos) e ainda, cola para papel, várias bolinhas de papel colorido, canetas hidrocor e etc.
■ Objetivo: Levar os alunos a entender o mecanismo da distribuição de elétrons criado por Linus Pauling.

Obs.: Fotos dos meus alunos produzindo o diagrama no final desta aula.

    A distribuição eletrônica nos descreve o arranjo dos elétrons em um átomo, fornecendo o número de elétrons em cada nível principal e subnível. Os elétrons preenchem os subníveis em ordem crescente de energia. Um subnível deve estar totalmente preenchido para depois iniciarmos o preenchimento do subnível seguinte.
O cientista Linus Pauling formulou um diagrama que possibilita distribuir os elétrons em ordem crescente de energia dos níveis e subníveis.
Diagrama de Linus Pauling
 
O sentido das flechas indica os subníveis e níveis em ordem crescente de energia.
1. Distribuição Eletrônica em átomos neutros
Para fazermos a distribuição eletrônica de um átomo neutro, devemos conhecer o seu número atômico (Z) e, consequentemente, seu número de elétrons e distribuí-los em ordem crescente de energia dos subníveis, segundo o diagrama de Pauling
         
               
A distribuição eletrônica pode ser representada em ordem crescente de energia ou por camadas. Por exemplo: 
                 

2. Distribuição Eletrônica em Íons
A distribuição eletrônica de íons é semelhante à dos átomos neutros. Lembrando que um íon é formado a partir da perda ou ganho de elétrons que ocorre com um átomo e que os elétrons serão retirados ou recebidos sempre da última camada eletrônica (mais externa), chamada camada de valência, e não do subnível mais energético, teremos, por exemplo, as seguintes distribuições:
        

Para a distribuição do íon Fe3+, é necessária a retirada de um elétron do subnível d. 

 

                                                      Atividades
1)Qual alternativa indica o número de camadas utilizadas na distribuição eletrônica do cátion bivalente do cádmio, sendo que o seu número atômico é igual a 48?
a) 4                b)  5                  c)  6                    d)  9                         e)  10                      
(Fuvest – Sp) A seguir são mostradas quatro configurações eletrônicas:
1s2  2s2  2p6
1s2  2s2  2p6  3s2
1s2  2s2  2p6  3s2  3p5
1s2  2s2  2p6  3s2  3p6
a)      Qual das configurações corresponde a cada um dos átomos Cl, Mg, Ne?
b)      Quais configurações apresentam o mesmo número de elétrons na camada de valência? (Dados os números atômicos: Cl = 17, K = 19, Al = 13, Ne = 10 e Mg = 12).
Respostas:
a)      17Cl: 1s2  2s2  2p6  3s2  3p5 (III)
       12Mg: 1s2  2s2  2p6  3s2  (II)
        10Ne: 1s2  2s2  2p6   (I)
b)      I. 8 elétrons na camada de valência
II.                2 elétrons na camada de valência
III.             7 elétrons na camada de valência
IV.             8 elétrons na camada de valência
Portanto, as configurações I e IV apresentam o mesmo número de elétrons na camada de valência.

Fotos dos Alunos do NEJA: Colégio Estadual Marechal Souza Dantas - Professor: Carlúcio Bicudo
    



























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers